Conselhos alimentares
 
   Cães
   Cães
   Raças de cães
   Cuidados e alimentação
   Alergias caninas
   Alimentação dos cães
   Cuidados com os cachorros
   Cuidados com os cães
   Higiene canina
   Alimentação dos cachorros
   Conselhos alimentares
   Obesidade canina

   Gatos
   Os gatos
   Raças de gatos

   Cavalos
   Os cavalos
   Raças de cavalos

   Mamíferos
   Coelhos
   Elefantes
   Esquilos
   Hamsters
   Lobos
   Macacos
   Morcegos
   Ursos

   Mamíferos marinhos
   Baleias
   Focas
   Golfinhos
   Orcas

   Felinos
   Leões
   Leopardos
   Linces
   Tigres

   Répteis
   Crocodilos
   Iguanas
   Serpentes
   Tartarugas

   Mundo marinho
   Peixes
   Tubarões

   Aves
   Águias
   Pássaros
   Pinguins

   Insectos
   Borboletas
   Formigas

   Animais
   Animais famosos
   Cuidados de animais
   Curiosidades sobre animais

   Imagens
   Desenhos
   Fotos
   Fundos de Ecrã
   Imagens graciosas
   Gifs animados


Conselhos alimentares
26

Conselhos alimentares para cães Na continuação vamos oferecer-te uma serie de conselhos sobre a alimentação canina. É uma colecção de noções básicas que devem seguir para conseguir uma alimentação correcta e equilibrada

Hidratação canina

O cão deve beber água suficiente ao longo do dia, por isso o recipiente deve sempre ter de sobra. Esta água deve ser potável, fresca e renovada diariamente. O cão deverá poder bebê-la livremente, sempre que lhe deseje. O consumo médio diário de água é de 60 ml por kg de peso. Mas a necessidade é maior quando o cão é um cachorro, ser for uma cadela que amamenta, se a temperatura for alta e se o cão trabalha.

Comidas regulares

O cão deve comer todos os dias no mesmo lugar, à mesma hora e no mesmo recipiente, o mesmo alimento.

Escolhe bem o alimento

A qualidade do alimento não é algo trivial. Devem dar prioridade aos critérios de equilíbrio nutritivo. Três critérios fundamentais intervêm na eleição do bom alimento para um cão: a sua idade, o seu nível de actividade física ou fisiológica e o seu tamanho.

Higiene excepcional

Actualmente, os alimentos industriais oferecem as melhores garantias de salubridade higiénica. Bem utilizados, não apresentam qualquer risco de intoxicação alimentar. Cuidado com as caixas já abertas. Cuidado também com os alimentos frescos e descongelados que devemos conservá-los no frio. Assim mesmo, o alimento seco deve ser mantido bem fechado e guardado num local também seco.

Atenção às mudanças alimentares

Qualquer modificação alimentar deve ser feita progressivamente (aproximadamente uma semana), para permitir ao cão adaptar-se (gustativa, digestiva e metabolicamente) e para dar tempo à sua microflora intestinal a reconstituir-se especificamente para digerir o novo alimento.

Cuida das quantidades de alimento

Calcula-a tendo em conta a necessidade energética diária do cão e o conteúdo energético e calórico dos alimentos. Se pesares os alimentos diariamente, evitarás qualquer derivação progressiva para a obesidade.

Alimentação equilibrada

Seja caseira ou industrial, a comida deve cobrir todas as suas necessidades nutricionais. Pensa que estas necessidades variam segundo o seu tamanho, estado fisiológico e sua idade.

Conta com o veterinário

O veterinário é um especialista em dietética canina. Pede-lhe ajuda caso surja qualquer tipo de problema alimentar. O veterinário é a pessoa adequada para ajudar-te. Antes de consultar livros, fóruns ou revistes, pergunta-lhe. A saúde do cão está em jogo.

Imprimir artigo Enviar artigo
Tags:   alimentação, cuidados, cães, obesidade, saúde
Contacto MundoEntrePatas.com. O teu portal sobre os animais: cães, gatos, esquilos, coelhos, hamsters...
Condições de uso