Cuidados com os cães
 
   Cães
   Cães
   Raças de cães
   Cuidados e alimentação
   Alergias caninas
   Alimentação dos cães
   Cuidados com os cachorros
   Cuidados com os cães
   Higiene canina
   Alimentação dos cachorros
   Conselhos alimentares
   Obesidade canina

   Gatos
   Os gatos
   Raças de gatos

   Cavalos
   Os cavalos
   Raças de cavalos

   Mamíferos
   Coelhos
   Elefantes
   Esquilos
   Hamsters
   Lobos
   Macacos
   Morcegos
   Ursos

   Mamíferos marinhos
   Baleias
   Focas
   Golfinhos
   Orcas

   Felinos
   Leões
   Leopardos
   Linces
   Tigres

   Répteis
   Crocodilos
   Iguanas
   Serpentes
   Tartarugas

   Mundo marinho
   Peixes
   Tubarões

   Aves
   Águias
   Pássaros
   Pinguins

   Insectos
   Borboletas
   Formigas

   Animais
   Animais famosos
   Cuidados de animais
   Curiosidades sobre animais

   Imagens
   Desenhos
   Fotos
   Fundos de Ecrã
   Imagens graciosas
   Gifs animados


Cuidados com os cães
37

Cuidados com os cãesA boa higiene os cuidados que se tem com um cão depende principalmente de uma boa prevenção de um conjunto de problemas específicos que podem chegar ao animal. Conhecendo-os e prevenindo-os, fazemos com que eles não cheguem. E se chegaram, podemos atacá-los a tempo, minimizando-os.

O banho:

A maioria dos cães gosta de água e tomam banho felizes. O banho ajuda-os nos períodos de mais calor e também são benéficos para a reeducação dos animais que sofreram recentemente de uma intervenção óssea ou articular. Mas muita atenção com os banhos no mar. Estes são completamente desaconselhados aos animais que sofreram de problemas cutâneos. Quando o seu cão tomar banho no mar, é preferível lavá-lo com água doce sem utilizar champô, com o fim de evitar qualquer irritação devido ao sal do mar.

Na altura de dar banho ao cão cuidado com o champô que vais utilizar: deve ser próprio para eles. Nunca utilizes champô para humanos! Atenção também com os banhos demasiado frequentes que podem amolecer o pêlo duro de certas raças. Um passeio no campo com tempo chuvoso não precisa de um banho necessariamente. Podes secar o teu companheiro com ma toalha e escová-lo, com o fim de reencontrar o brilho da sua pelagem, sobretudo se for um cão de pêlo comprido.

A escovagem:

A muda de pêlo ocorre cerca de duas vezes por ano nos cães. A muda mais importante ocorre em torno de Maio, a queda de pêlo devido ao fim do Inverno. A pelagem de Verão cai em meados de Setembro. Portanto, na Primavera e no Outono será natural que o teu cão perca pêlo abundantemente. Se o cão vive num meio demasiado quente e ser estiver perto de um ar condicionado, a caída de pêlo pode ser mais frequente. Deves examinar e cuidar do te companheira regularmente. Acariciar o pêlo ajuda a descobrir possíveis anomalias (presença de pulgas e carraças, por exemplo), qualquer que seja o tipo de pêlo.

A escovagem elimina os pêlos mortos e as sujidades acumuladas na pelagem. O material de limpeza varia dependendo da variedade de cão. A resistência e a distância dos dentes das escovas dependem do tipo de pelagem. Geralmente aplica-se uma escova de metal, como também um pente de metal. Para os cães de pelagem espessa que tenha muitas mudanças, podes utilizar uma raspadeira.

Cuidado dental:

O tártaro dental que aparece nas gengivas sãos os responsáveis do mau hálito da boca do cão. A acumulação deste desenvolve bactérias irrita a gengiva e pode causar, a longo prazo, uma descalcificação dos dentes. Para prevenir o risco de gengivite, tens a possibilidade de escovar os dentes do teu cão com um dentífrico concebido especialmente para os animais. Uma forma mais simples é esfregar com uma compressa ensopada em água, enrolada à volta do dedo.

Cuidado dos ouvidos:

Deves verificar periodicamente o interior das orelhas do teu cão (sobretudo a dos cães com as orelhas sempre firmes e ao descoberto, pois são mais propensas a problemas auditivos).

Cuidados dos olhos:

Podes limpar todos os dia os cantos dos olhos do teu cão com algodão ensopado em soro fisiológico ou com água fervida, com o fim de tirar as secreções e evitar o surgimento de vermelhões. Certos lacrimejares pode ser causados por pêlos demasiado compridos que irritam os olhos. Se esse é o caso, podes pedir a um veterinário que o corte.

As vacinas:

A vacinação é a melhor prevenção possível contra as doenças correntes que podem afectar o cão. Um cão deve ser vacinado todos os anos até ser adulto: quando o cão alcança 5 anos, é essencial consultar um veterinário regularmente com o fim de detectar e prevenir as doenças com acompanham o envelhecimento. Para as vacinas, o seu veterinário é o que poderá melhor ajudar.

Imprimir artigo Enviar artigo
Tags:   alimentação, cuidados, cães, escovagem, higiene, saúde
Contacto MundoEntrePatas.com. O teu portal sobre os animais: cães, gatos, esquilos, coelhos, hamsters...
Condições de uso